Comércio: lojistas falam em "tsunami" no negócio e milhares de empregos perdidos

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, as lojas e centros comerciais têm agora de encerrar às 20 horas. Uma decisão que é contestada pelas grandes superfícies, que garantem que todas as regras sanitárias estão a ser cumpridas.

Já os lojistas, falam em tsunami no negócio.

Sobre "Jornal das 8"