Comissão de menores "triste" com morte de crianças em Caxias

As duas meninas estavam sinalizadas e corria um processo para averiguar as razões que levaram as crianças, por duas vezes, ao hospital. O presidente da CCPJ, Armando Leandro, diz que há casos que são "inevitáveis".