“Como o futebol é fácil de se usar como arma de arremesso político, então que se mate o futebol”

 

As duras críticas de Jorge Nuno Pinto da Costa à gestão da pandemia em Portugal, que afirmou que os governantes “vão ficar na história como as pessoas que querem matar o futebol”, foi elogiado por Rui Pedro Braz.

O comentador destacou que o futebol tem sido alvo de um comportamento aberrante, por parte de decisões repletas de preconceito, “que têm feito do futebol aquilo que não é”.

“A imagem de que os nossos governantes querem passar é que as pessoas não se sabem comportar num estádio de futebol. Isto é criminoso”, afirmou o comentador, sublinhando a destruição de uma indústria que paga “dezenas e dezenas de milhões de euros em impostos neste país”.

Sobre "Mais Bastidores"