Confinamento geral: “Não vejo nenhuma razão para que as escolas não sejam encerradas”

Adalberto Campos Fernandes, antigo ministro e professor de saúde pública, acredita que não nenhum argumento que sustente que as escolas, a partir dos 12 anos, se mantenham em funcionamento com aulas presenciais.

Para o especialista não é plausível arriscar uma rutura do Serviço Nacional de Saúde em prol de um pequeno constrangimento na vida académica de alguns estudantes.

Sobre "Jornal das 8"