“Confinamento reforçado” pode ser decretado na primeira quinzena de dezembro

O Governo quer “salvar o natal” e as celebrações familiares.

O Executivo está a estudar um novo confinamento para a primeira quinzena de dezembro, mas em moldes diferentes do que aconteceu em março e abril.

Sobre "Jornal das 8"