«Convém realçar que temos mais do dobro dos apuramentos das outras equipas portuguesas»

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, comentou desta forma o empate da sua equipa frente ao Manchester City (0-0), na 5.ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões:

«A nossa organização defensiva foi boa. Tirando um ou outro momento, principalmente na segunda parte, no geral foi um trabalho bom dos meus jogadores. Condicionamos o jogo interior do City, sabendo que era um jogo difícil, contra uma equipa poderosíssima. Na saída para o ataque, podíamos ter definido de outra forma. Valeu o ponto conquistado e por termos conseguido mais um apuramento, tendo mais do dobro dos apuramentos das outras equipas portuguesas juntas. Nós temos continuado, mesmo nesta fase de dificuldades no futebol português e não só. Não há comparação em termos de competitividade com outros países. Nos últimos quatro anos, tivemos três passagens aos oitavos de final e Penso que isso é de louvar.»

Sobre a solidez defensiva: «É importante essa solidez defensiva, mas também é importante fazer golos. Não podemos esquecer que vencemos dois jogos fora, um deles contra o vice-campeão francês. Na Europa, principalmente na Liga dos Campeões, a solidez defensiva é extremamente.»

A importância do apuramento à 5.ª jornada: «Não podemos esquecer que os jogadores tiveram apenas três semanas de férias. Hoje por exemplo não utilizei o Luis Díaz de início porque no passado ele teve duas lesões ao terceiro jogo numa semana. Hoje seria o terceiro jogo dele. Termos já o apuramento garantido permite fazer essa gestão do esforço na Grécia, querendo naturalmente ganhar o jogo.»