Costa diz que não razões para a esquerda não aprovar o orçamento

António Costa não vê razões para que os partidos da esquerda, que faziam parte da geringonça, não aprovarem este Orçamento do Estado. O Primeiro-ministro mostra-se disponível para alterações ao documento na discussão da especialidade, no Parlamento, de forma a garantir a aprovação.

Sobre "Jornal das 8"