Covid-19: "A idade nunca pode ser um fator de decisão"

O Conselho de Ética da Ordem dos Médicos emitiu um parecer sobre quem deve ser salvo em caso de não haver meios suficientes para ajudar todos os doentes com covid-19.

O Conselho de Ética defende que "não podem ser critérios de prioridade: a ordem de chegada do pedido de admissão ou da chegada aos serviços de urgência hospitalar. Apesar de muitos dos doentes serem idosos, esta por si só, nunca pode ser usada como critério. A presença de co-morbilidades e o estado funcional dos múltiplos órgãos devem ser cuidadosamente avaliados, juntamente com a idade",

A Diretora do Instituto de Bioética da Universidade Católica e membro do Conselho Nacional Ética p/Ciências da Vida, Ana Sofia Carvalho, refere que este parecer é importante porque "nem toda a gente tem critérios para ser ligado a um ventilador", por exemplo.

Sobre "Notícias"