Covid-19: Espanha devolve testes rápidos à China por falta de diagnóstico fidedigno

Em Espanha, testar de forma massiva a população para conhecer a dimensão real do contágio de Covid-19 no país, para já, não está a funcionar.


Pelo menos nove mil testes rápidos, dos mais de 300 mil comprados à China, não são de confiança. Os testes prometiam um diagnóstico em 15 minutos, mas têm uma sensibilidade ao vírus muito baixa, o que se traduz em resultados inconclusivos.

Sobre "Jornal das 8"