Covid-19: Medina garante que Lisboa “não é uma situação de descontrolo"

Fernando Medina desvalorizou o facto da região de Lisboa e Vale do Tejo estar a representar cerca de 90% do número de novos casos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa justificou esta nova tendência com o facto da capital ter aumentado os testes de despistagem em larga escala.

A melhor informação disponível não aponta para nenhuma situação de descontrolo nem para uma situação de difusão generalizada do número de infeções”, disse o autarca.

O comentador da TVI evidenciou que o maior número de testes se está a refletir no surgimento repentino de mais casos de infetados com o novo coronavírus.

Medina garante que caso os testes fossem feitos, proporcionalmente, em todas as regiões do país, Lisboa apenas representaria 50% dos novos casos.

Os dados têm de ser vistos com alguma atenção”, alertou Fernando Medina

O comentador da TVI lembrou que os maiores focos de infeção estão a ser descobertos em zonas industriais, como no caso da Sonae MC, na Azambuja, e alertou que este fenómeno também poderá estar a acontecer noutras partes do país, mas ainda não foi identificado.

Sobre "Notícias"