Covid-19: Ordem dos Médicos considera plano de estabilização da saúde insuficiente

Bastonário da Ordem dos Médicos defende a valorização das carreiras, afirmando que os incentivos programados pelo Governo "não chegam". Miguel Guimarães diz ainda que é um erro um abrandamento do ritmo do regresso à atividade programada nos hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo.

Sobre "Jornal da Uma"