Covid-19: “Uma empresa com quebra de faturação pode despedir trabalhadores?”

João Santos, advogado e especialista em direito laboral, lembra que durante a primeira vaga pandémica as empresas que beneficiaram de apoios económicos estavam impedidas de realizar despedimentos coletivos.

Esta proibição seria válida apenas até 60 dias após o fim do benefício.

Nesta altura, há já empresas a ultrapassar esse período que estão a avançar para o despedimento de funcionários.

Sobre "Segunda Vaga"