Crianças presas em gruta: "O mais importante é garantir-lhes que há esperança"

A psicóloga Maria Palha, dos Médicos Sem Fronteiras, defendeu na TVI24 que uma das formas de ajudar o grupo é proporcionar-lhes o contacto com as famílias