Deixou companheira paraplégica mas tribunal não o condenou

Um homem que agrediu a companheira, deixando-a paraplégica, foi considerado inimputável do crime de homicídio na forma tentada. O tribunal de Sintra decretou o internamento psiquiátrico. A vítima vai recorrer por considerar que o arguido está consciente dos atos

Sobre "Jornal das 8"