DGS e Infarmed reafirmam segurança da vacina da AstraZeneca

Já foram administradas em Portugal mais de um milhão e 160 mil vacinas contra a covid-19. A direção geral da saúde e o Infarmed reafirmam que não há qualquer prova que a vacina da Astrazeneca esteja na origem da formação dos coágulos sanguíneos e, portanto, vai continuar a ser administrada no país.

Sobre "Jornal da Uma"