"Dívida pública significa impostos futuros"

Pedro Santos Guerreiro comentou esta sexta-feira as medidas de resposta à crise gerada pela pandemia de Covid-19 que surgiram após o terceiro conselho de ministros da semana.

"O primeiro-ministro criou um horizonte até junho e vai haver uma paragem da economia até essa data", afirma o jornalista, sublinhando que neste trimestre a recessão deverá atingir os dois dígitos.

Sobre "Jornal das 8"