"As calúnias podem servir de tentativa de vingança de alguns que foram condenados e afastados do sistema"

Vítor Constâncio garante que não mentiu à comissão de inquérito à gestão da Caixa Geral de Depósitos e diz que está a ser vitima de calúnias que apenas favorecem Joe Berardo. O antigo governador do Banco de Portugal voltou a dar explicações aos deputados.