Aviação: 25 milhões de funcionários em risco de perderem o emprego em todo o mundo

Há mais uma companhia aérea a anunciar cortes nos empregos. Desta vez foi a Easyjet, que planeia acabar com 4.500 postos de trabalho.

 
Vão juntar-se aos 25 milhões de pessoas que deverão ficar desempregadas no setor da aviação até ao final do ano.

Sobre "Jornal das 8"