CGD: Faria de Oliveira criticas auditoria da EY diz que tem "erros e inconsistências"

Um antigo presidente da Caixa Geral de Depósitos, Faria de Oliveira, garante que tentou obter o maior número de garantias para conceder os empréstimos a Joe Berardo. Os créditos tiveram um aval pessoal, mas que foi apresentado já depois da operação entrar em incumprimento. A informação foi detalhada por Faria de Oliveira, presidente da caixa entre 2008 e 2010. O antigo responsável pelo banco público admite que hoje tem dúvidas sobre se aprovaria ou não alguns créditos que depois correram mal.