"Como é sabido, a maioria das empresas em Portugal explora com conivência dos sucessivos governos"

A menos de quatro horas do início de uma nova greve dos motoristas de matérias perigosas. O representante do sindicato e o ministro das infraestruturas estiveram reunidos durante a manhã para tentar resolver a situação entre motoristas e patrões. Um encontro que aconteceu na sequência da reportagem divulgada esta quinta-feira no Jornal das Oito, que dava conta conta de um esquema de fuga aos impostos por parte de empresas de transporte de matérias perigosas