Se não faz mesmo questão de possuir o carro, a associação que defende os consumidores esteve a fazer contas e diz que há uma solução que lhe pode dar menos dores de cabeça