Função pública exige aumento de 90 euros e seis euros de subsídio de almoço

Governo e sindicatos da função pública voltam a reunir-se para discutir aumentos salariais.

A Frente Comum é a primeira a ser recebida pelo Secretário de Estado da Administração Pública e a ronda de negociações fecha com a FESAP.

Em cima da mesa das negociações estão as contrapropostas apresentadas pelos sindicatos na reunião de segunda-feira, que acabou sem acordo mas com alguns sinais de abertura.

Sobre "Notícias"