Governo de António Costa nunca aprovou contas da CP e do Metro de Lisboa

Auditores alertam que o acionista Estado não aprova contas desde 2015. Desde 2015, só a CP e Metro de Lisboa têm prejuízos acumulados que chegam perto dos 800 milhões de euros.