Há trabalhadores em Évora a ganhar pouco mais de dois euros à hora

Repórter da TVI Amílcar Matos foi ouvir 600 trabalhadores do call center da Fidelidade que estão em protesto por melhores salários, redução do horário e uma contratação mais eficiente