Dois órgãos de informação em regra bem informados sobre estes temas, a Bloomberg e o Financial Times, noticiaram durante o dia que o ministro português estaria agora, na reta final, fora de hipótese. Mas esta informação acabou por ser desmentida pouco depois pelo governo francês.