Miguel Maya critica modelo de venda do Novo Banco

O presidente do Millennium Bcp foi ouvido esta quarta-feira na comissão de inquérito às perdas do Novo Banco.

Miguel Maya disse aos deputados que não entende porque é que os interesses do Fundo de Resolução e consequentemente do Estado, enquanto acionista, não estão devidamente protegidos no Novo Banco.

Explicou também porque é que aceitou financiar o Fundo de Resolução a taxas de juro negativas.

Sobre "Notícias"