No primeiro dia de requisição civil, segundo dia da greve dos motoristas, já há relatos de contaminação de combustível depois de os militares terem começado a conduzir camiões de abastecimento. Quem o diz é Pedro Pardal Henriques, que fala em erros comuns, dada a inexperiência e o cansaço dos militares, chamados a cumprir os serviços mínimos fixados pelo Governo.