Novos dados na polémica contratação de Maria Luís Albuquerque

Há mais uma acha na fogueira das alegadas incompatibilidades de Maria Luís Albuquerque como administradora não executiva da Arrow Global. Sabe-se agora que duas empresas adquiridas pelo grupo britânico receberam benefícios fiscais do Estado português entre 2011 e 2014. Não há ainda dados relativos ao ano passao.

De acordo com a lei, qualquer titular de cargo político deverá esperar três anos até assumir um cargo em empresa privada, que prossiga atividades no setor diretamente tutelado.