Preparação para este período de greve foi maior o que torna o impacto económico menor, à partida. Os economistas estão muito mais preocupados com o Brexit, a "guerra" entre os Estados Unidos e a China e recessão à vista na Alemanha