"Primeira Mão": "Governo arrisca-se a engolir as previsões de recessão e défice que apresentou"

O Governo apresentou um Orçamento Suplementar com previsões mais otimistas que quase todas as demais entidades oficiais: FMI, Conselho de Finanças Públicas, OCDE e Banco de Portugal preveem um recessão pior; só a Comissão Europeia admite uma queda económica ligeiramente melhor que o Governo, numa previsão ainda assim mais antiga.

No programa da TVI “Primeira Mão”, o jornalista Pedro Santos Guerreiro compara as várias previsões e explica que se o Governo não tiver razão nas suas previsões, então não só será necessário ter mais medidas de apoio social e à economia como o défice será mais grave, e terá de ser pago mais tarde.

Sobre "Notícias"