Queda do PIB vai “obrigar a refletir sobre as projeções que constam no orçamento suplementar”

O PIB caiu 16,5% no segundo trimestre, em termos homólogos, devido à Covid-19.

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou que esta quebra "confirma o que já se sabia, que tivermos nos meses de abril e maio uma quebra muito acentuada da atividade económica".

O ministro destacou que esta quebra é explicada em grande parte pela quebra das exportações.

Siza Vieira notou que "a queda do PIB está alinhada com as previsões da Comissão Europeia", divulgadas em julho, e que vai “obrigar a refletir sobre as projeções que constam no orçamento suplementar”

Sobre "Notícias"