Reestruturação do BCP implica dispensa de 800 trabalhadores

Miguel Maya, presidente executivo do BCP, confirmou que a reestruturação do banco incluirá a dispensa de cerca de 800 trabalhadores. No entanto, não existe um plano de adesão voluntária, disse: "Nós temos que retirar trabalhadores onde eles existem em excesso e, portanto, não é indiferente de onde se retiram essas pessoas."