Regulador aperta cerco aos serviços dos CTT

A partir de janeiro do próximo ano  os serviços prestados pelos CTT estarão sujeitos a níveis de qualidade mais exigentes. Os correios estão a avaliar a decisão da Anacom e não descartam avançar para os tribunais