Sustentabilidade das pensões: "No nosso estudo é inevitável aumentar a idade da reforma"

Portugal tem cerca de três milhões de pensionistas e está entre os cinco países das Zona Euro onde a despesa pública mais tem crescido com a Segurança Social. Em 50 anos estima-se que os custos aumentem 12 mil milhões de euros: para 37 mil milhões. A grande questão é saber até que ponto é financeiramente sustentável e que futuro tem quem está neste momento no mercado de trabalho. Um estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos tenta responder a estras perguntas, com projeções até 2070. David Lopes, diretor geral da Fundação Francisco Manuel dos Santos esteve esta quinta-feira no Jornal da Uma da TVI