TAP: Governo pronto para emprestar 1.200 milhões, mas privados não aceitam condições

Estão cada vez mais extremadas as posições entre o Estado e os acionistas privados da TAP: a nacionalização é o cenário mais provável nesta altura para salvar a companhia aérea portuguesa, que precisa de uma forte injeção de dinheiro..

David Neelman não aceitou as condições propostas pelo Governo para o empréstimo de 1.200 milhões de euros e uma das soluções pode passar pela sua saída da empresa

Sobre "Jornal das 8"