TAP: sindicatos contestam classificação de “empresa em situação económica difícil”

Os sindicatos dos trabalhadores da TAP contestam a classificação da companhia aérea como empresa em situação económica difícil, a figura legal que permite suspender o acordo e cortar salários.

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação Civil fala em “rude golpe” por parte do Governo e o Sindicato dos Pilotos diz que a decisão é inconstitucional e admite recorrer aos tribunais.

Sobre "Jornal das 8"