Elvira Fortunato: "Não ando atrás do Nobel, não trabalho para prémios"

Em entrevista a Miguel Sousa Tavares, a cientista Elvira Fortunato, vencedora do último Prémio Pessoa, diz que em ciência "não há limites, não podemos ser pequeninos".

E garante que o que a move não são os prémios mas o poder contribuir para o conhecimento e para melhorar o mundo. Sobre a possibilidade de ganhar o Nobel é clara: "Não ando atrás do Nobel, não trabalho para prémios", diz. É claro que os prémios são muito bons e inspiram os mais novos. Se vier, virá."

Sobre "Jornal 24"