Emmys: "A Guerra dos Tronos" venceu, mas não arrasou

A 71.ª cerimónia dos prémios Emmy coroou esta madrugada "A Guerra dos Tronos" como Melhor Série Dramática do ano, fechando em 59 a soma das estatuetas entregues pela Academia de Televisão durante as oito temporadas da saga.

 

"Fleabag" recebeu o Emmy de Melhor Série de Comédia e "Chernobyl" conquistou o prémio de Melhor Minissérie, sendo que ambas levaram várias outras estatuetas nas respetivas categorias, emergindo como grandes vencedoras da noite.

 

Durante as três horas da cerimónia, que este ano não teve apresentador, ficou claro que "A Guerra dos Tronos" não teria a noite de apoteose que se poderia prever por ser a última temporada.

 

Quando o ator Michael Douglas anunciou a distinção de Melhor Série Dramática, a quarta vez que este Emmy foi entregue aos criadores do título da HBO, foi desfeita a dúvida que pairou no ar do Microsoft Theater, em Los Angeles, durante toda a noite: apesar de ter batido o recorde de mais prémios para uma série, "A Guerra dos Tronos" perdeu quase todas as estatuetas para que estava nomeada em 2019.

Sobre "Jornal da Uma"