Erdogan: "Ofensiva só vai parar quando tomarmos uma área de 30 ou 35 quilómetros"

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, instado pelos países ocidentais a suspender a sua ofensiva na Síria, excluiu, esta quarta-feira, qualquer negociação com as forças curdas e exigiu que estas deponham as armas e se retirem da fronteira turca.

Sobre "Jornal da Uma"