Estado Islâmico executa mais um refém japonês

Governo do Japão diz que autenticidade do vídeo divulgado na internet é «altamente provável»