"Estou surpreendido, estou chocado, isto é completamente desproporcional”

O antigo inspetor da Polícia Judiciária e antigo vice-presidente do Sporting Paulo Pereira Cristóvão e o líder da claque Juventude Leonina Mustafá foram condenados, nesta sexta-feira, a sete anos e meio de prisão e seis anos e quatro meses, respetivamente. Pereira Cristóvão disse que esta sentença é "desproporcional"

Sobre "Notícias"