Estudo pago gera polémica no 2º aniversário do Governo

O Executivo encomendou um estudo de mercado e as pessoas ouvidas foram pagas para fazer perguntas ao primeiro-ministro. Os 50 participantes confirmam o pagamento, mas garantem que isso em nada interferiu com a liberdade de escolha das perguntas que colocaram.