Explosão em Beirute: nitrato de amónio não explode "de uma maneira qualquer"

O tenente-coronel Gabriel Gomes, especialista em explosivos, esteve esta quarta-feira, na tarde informativa da TVI24, a explicar o que é o nitrato de amónio, o composto químico muito inflamável que esteve na origem da forte explosão que atingiu o porto de Beirute, no Líbano. 

O nitrato de amónio pode ser utilizado para fazer fertilizantes agrícolas, muito embora seja, por si só, um explosivo. 

Ainda assim, referiu que este material é muito insensível e que não explode sem mais nem menos. 

Existia um depósito em Beirute com 2.750 toneladas de nitrato de amónio, guardado há mais de seis anos. 

Sobre "Notícias"