«A formação da Atalanta é uma das melhores em Itália»

A realização do programa Erasmus em Roma abriu a porta do futebol italiano a Fabiano Flora. O treinador português morava a dez minutos do Olímpico e não demorou muito tempo a iniciar um estágio na Lazio, corria o ano de 2008.

12 anos depois, Fabiano conta no currículo com uma ligação de cinco anos à formação laziale e ainda com uma passagem pela Juventus em 2012/13. Aos 35 anos, e no dia em que inicia a presença no curso UEFA Pro, Fabiano partilha com o Maisfutebol o conhecimento e a paixão profundos que nutre pelo calcio e, em particular, pela Atalanta saída da imaginação de Gian Piero Gasperini.

«Em 2008, posso confessar que vim muitas vezes embora ao intervalo dos jogos. Ia ao Olímpico, mas o futebol italiano não tinha nada a ver com que se vê agora. Pragmático, fechado, tático. Houve uma evolução muito interessante, a liga voltou a ser uma das melhores do mundo», afirma o treinador português, com forte ligação a Itália [a filha, Melissa, nasceu em solo transalpino] e ao futebol italiano.