Falência da Thomas Cook gera o caos

Há, neste momento, 600 mil turistas da operadora turística britânica, com viagens marcadas ou a decorrer, espalhados pelo mundo.

Muitos não sabem como regressar a casa e outros estão a ser retidos nos hotéis.

No caso dos cidadãos britânicos, 150 mil vão ser repatriados, anunciou o governo.

O grupo precisava de arrecadar cerca de 227 milhões de euros em fundos adicionais para fechar o plano de sobrevivência em negociação com acionistas e credores. Não conseguiu e acabou por entrar insolvência.

21 mil pessoas ficaram, também, sem os seus empregos em 16 países.

Sobre "Jornal da Uma"