Família portuguesa acolhe emigrantes que fogem da Venezuela

A agitação social na Bolívia e no Chile lança novas sombras sobre um continente onde o foco de instabilidade maior era a Venezuela. Com a maior inflação do mundo, a limitação das liberdades políticas, e o empobrecimento generalizado, a Venezuela tornou-se num pesadelo para quem lá vive, incluindo centenas de milhares de portugueses que emigraram ao longo das décadas para o país.

Agora, neste reverso da medalha, muitos portugueses regressam a um país onde já não têm grandes laços familiares ou património. É aqui que a solidariedade pode fazer toda a diferença.

Sobre "Jornal das 8"