Fantasma da guerra civil volta a "assombrar" o Líbano

O fantasma da guerra cívil no Líbano volta a estar presente.  Com promessa de vingança, as famílias enterraram os sete mortos dos incidentes de quinta-feira, vitimas de uma troca de tiros, alegadamente, de uma facção dos partidos cristãos.

O tiroteio  aconteceu durante um protesto organizado pelo Hezbollah contra a forma como está a ser investigada a explosão no porto da capital libanesa.

Sobre "Jornal da Uma"