Farmacêutico diz ter "apenas" desferido "alguns socos e pontapés" na companheira

Começou o julgamento do farmacêutico que, em fevereiro, terá agredido brutalmente a companheira no Porto. Em tribunal, o arguido rejeitou a versão do Ministério Público mas, ainda assim, assumiu parte do crime de que está acusado.