Fencaça revoltada com montaria na Azambuja: “Do ponto de vista ético, aquilo não é caça”

Jacinto Amaro, da Federação Portuguesa de Caça (Fencaça), considera que o que aconteceu na montaria da Azambuja foi “uma barbaridade”.

O responsável acusa o proprietário de se “querer livrar dos animais em excesso”, aproveitando para lucrar três mil euros por cada um dos 16 caçadores presentes e ainda o valor da carne.

Sobre "Jornal da Uma"