"Fico ansioso pelas manifestações da CGTP a reivindicar mais amor"

 

Ricardo Araújo Pereira afirmou que no seu tempo o "salário não era amor, era um direito", acrescentando que vai ficar a aguardar pelas manifestações da CGTP a reclamar o fim dos amores de miséria.

Sobre "Governo Sombra"